sábado, 25 de junho de 2011



“De repente as coisas não precisam mais fazer sentido. Satisfaço-me em ser. Tu és? Tenho certeza que sim. O não sentido das coisas me faz ter um sorriso de complacência. De certo tudo deve estar sendo o que é.”
Clarice Lispector

Nenhum comentário:

Postar um comentário